segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Globo de Ouro 2013

E Argo ganhou de novo. Um filme bem pipoca. Mas o Globo de Ouro sempre foi mais pop e mais chegado em estrelas. Vale lembrar que eles premiaram Jim Carrey e Madonna, e o Oscar sempre os ignorou. Tanto que chamaram Amy Poehler e Tina Fey para apresentar o evento desta vez. E acertaram em cheio. As duas foram ótimas. Venenosas do jeito que eu gosto.
Brindando após a derrota para Lena Dunham.

Só que nem os votantes do Globo nem os do Critics' Choice são os mesmos do Oscar, então no balanço das horas tudo pode mudar... Assim que saírem os prêmios dos sindicatos vai dar pra ter uma idéia melhor do que esperar, já que parte dos sindicatos vota no Oscar.

No mais, pouquíssimas surpresas. Talvez só Tarantino, num roteiro inferior aos seus trabalhos anteriores, ter vencido Tony Kushner de Lincoln, e Christoph Waltz vencido como coadjuvante, os dois prêmios de Django Livre. Na TV, Homeland e Game Change continuaram colecionando, assim como no Emmy, e Girls, que nem fede e nem cheira, desbancou Modern Family.
Eis meus destaques do evento!


Frases da noite:
Não tenho acompanhado a polêmica acerca de
A Hora Mais Escura
, mas quando o
assunto é tortura, eu confio na mulher que passou
três anos casada com James Cameron.
Amy Poehler, no seu monólogo incial.
Os dois primeiros filmes do Ben Affleck
foram em Boston, mas dessa vez ele foi para
o Irã, pois ele queria um lugar
que fosse mais amigável com não-locais.
Tina Fey, no seu monólogo incial.

Bradley Cooper, Call Me Maybe.
Aida Takla-O'Reilly, presidente da Imprensa
estrangeira de Hollywood, no seu pronunciamento
.

Você teve uma esplêndida performance em Os Miseráveis.
Eu nunca vi alguém tão sozinho e abandonado desde que você
esteve no palco do Oscar com o James Franco.
Tina Fey, se referindo a Anne Hathaway
no seu monólogo incial.


Quentin Tarantino está aqui esta noite, astro de todos
os meus pesadelos sexuais.
Tina Fey, no seu monólogo incial.
Muito obrigada por nos deixarem fazer parte do mundo
de vocês por hora, estamos nos mijando de rir a noite toda.
Adele, ao receber o prêmio de melhor canção.

Harvey [Weinstein], obrigada por matar quem quer que seja
que você matou para eu estar aqui agora.
Jennifer Lawrence, recebendo o prêmio
de melhor atriz em comédia/musical.

Para alguém que começou como a Princesa de Genóvia,
é muito bom saber que a Noviça Voadora virou Norma Rae.
Anne Hathaway, citando Sally Field e comentando
o sistema de typecasting em Hollywood
.

Taylor Swift, fique longe do filho do Michael J. Fox.
Tina Fey, zombando da fama de namoradeira da Taylor.

Não vou fazer meu grande discurso de saída de armário,
pois eu já saí há uns mil anos atrás.
Jodie Foster, recebendo o prêmio pela carreira.


Top 4 - Melhores momentos:


1) O discurso de Jodie Foster ao receber o prêmio pela carreira. Pena que não temos Jodies no meio artístico do Brasil. Temos Caco Antibes;

2) O pronunciamento da presidente da Imprensa Estrangeira de Hollywood, que normalmente é o momento mais chato da noite. Só falou besteiras, foi breve e terminou paquerando Bradley Cooper;

3) Kristen Wiig e Will Ferrell apresentando o prêmio de atriz em comédia/musical, apesar de um pouco longo demais, zombando do costume freqüente de votantes fazerem escolhas sem assistir os filmes;

4) Glenn Close bêbada;


Top 4 - Piores momentos:

1) Ben Affleck vencendo melhor diretor;

2) Stallone e Schwarzenegger juntos poluindo minhas vista. Nem fazendo piadinha dá pra engolir;

3) O Globo de Ouro ignorando Sofia Vergara e John Hamm mais uma vez;

4) Discurso lido do papel... Né, Lena Dunham... Dá um sono...


Constatações:


- Argo desponta como o filme da temporada mesmo. E é uma pena pois é um filme bem superficial;

- Amy e Tina mantiveram o mesmo nível de peçonha do Ricky Gervais. Adorei;

- Enquanto todo mundo morria de rir com Kristen Wiig e Will Ferrell, Tommy Lee Jones fazia cara de pouquíssimos amigos;

- Eu queria estar na mesa de The Big Bang Theory;

- Sofia Vergara continua o máximo. Pena não ter subido no palco nenhuma vez;

- Daniel Day-Lewis, de jovem cabeludo e rebelde, virou um lorde;

- Jessica Chastain, que esteve linda nos eventos do ano passado só tem errado no look esse ano;

- Julia Roberts tá parecendo uma cruza de Claudia Leitte com Ivete;

- Amy Adams estava tão linda no Critics' Choice, mas já nos Globos...;

- Enquanto isso Nicole Kidman estava deslumbrante;

- E Emily Blunt estava ainda melhor do que no Critics' Choice;

- Bradley Cooper, mesmo de mãos abanando, é o artista da vez. Foi o mais focalizado a noite toda;

- Helena Bonham Carter continua divando de bruxa de conto de fada;

- Catherize Zeta-Jones se fantasiou de Kathleen Turner como pai do Chandler;

- O que J-Lo tem de linda, tem de cafona;

- Já J-Law era a mais linda da noite;

- E Halle Berry, como sempre, com o mais belo vestido. Estampas tribais, étnicas, corte sexy, que combinam demais com ela;

- Adele cansou, tocou demais, tá na moda, e eu não aguento mais. Mas é puro carisma;

- Leonardo DiCaprio, que era só siso ano passado, dessa vez esteve risonho, límpido;

- O filho de Marty McFly é a figura dele cagado e cuspido;

- Meryl Streep mesmo ausente está presente. Foi o nome mais citado a noite inteira;

- Rubens Ewald continua cri-cri e espinafrando geral (mais do que eu...). Falou mal do Hugh Jackman, Jessica Chastain, etc. Eu achava que era coisa da idade pois eu gostava dos comentários dele quando criança, mas vi uns vídeos de Oscar dos anos 80 no youtube e ele já era ranzinza desde então.


A lista completa de vencedores:
 
Cinema
TV
Melhor Filme (Drama)
Argo
Melhor Filme
(Comédia ou Musical)

Os Miseráveis
Melhor Seriado (Drama)
Homeland
Melhor Seriado
(Comédia ou Musical
)
Girls
Melhor Diretor
Ben Affleck
Argo
Melhor Roteiro
Django Livre
Melhor Ator de TV (Drama)
Damian Lewis
Homeland
Melhor Ator de TV
(Comédia ou Musical)

Don Cheadle
House of Lies
Melhor Ator (Drama)
Daniel Day-Lewis
Lincoln
Melhor Ator
(Comédia ou Musical)

Hugh Jackman
Os Miseráveis
Melhor Atriz de TV (Drama)
Claire Danes
Homeland
Melhor Atriz de TV (Comédia ou Musical)
Lena Dunham
Girls
Melhor Atriz (Drama)
Jessica Chastain
A Hora Mais Escura
Melhor Atriz (Comédia ou Musical)
Jennifer Lawrence
O Lado Bom da Vida
Melhor Minissérie ou Telefilme
Game Change
Melhor Ator (Minissérie ou Telefilme)
Kevin Costner
Hatfields & McCoys
Melhor Ator Coadjuvante
Christoph Waltz
Django Livre
Melhor Atriz Coadjuvante
Anne Hathaway
Os Miseráveis
Melhor Ator Coadjuvante
(Seriado, Minissérie ou Telefime)

Ed Harris
Game Change
Melhor Atriz (Minissérie ou Telefilme)
Julianne Moore
Game Change
Melhor Animação
Valente
Melhor Filme Estrangeiro
Amor
Áustria
Melhor Atriz Coadjuvante
(Seriado, Minissérie ou Telefilme)

Maggie Smith
Downton Abbey
Melhor Canção
Skyfall por Adele
007 - Operação Skyfall
Melhor Trilha Sonora
As Aventuras de Pi

Um comentário:

  1. Meu ódio eterno a vc por esnobar Girls.
    CHUPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!Hahahahaha.

    ResponderExcluir