sábado, 12 de janeiro de 2013

Critics Choice Awards 2013

E começou a “temporada do ouro” em Hollywod. Qualquer semelhança com a febre do ouro não é mera coincidência... O Critics’ Choice foi a primeira premiação do ano, e normalmente já serve de parâmetro pra saber o que esperar daqui pra frente nas premiações seguintes. Quase todos os artistas estavam lá, com poucas exceções. E eles tentam fazer do evento mais popular premiando separadamente gêneros menos reconhecidos, como sci-fi, comédia e ação. Além disso, eles não premiam ao vivo as categorias técnicas, que todo mundo cochila no Oscar, e se atém a premiar os astros que o público conhece na transmissão.
Mas a meu ver eu acho que os críticos erraram dessa vez. Pelo jeito o Globo de Ouro deve premiar um filme diferente e o Oscar também. Eu acho até melhor, deixa as premiações menos previsíveis e mais interessantes de assistir.
Enfim, eis aqui meus destaques da noite!


Frases da noite:
 Críticos não são tão maus.
Jennifer Lawrence, ao receber o prêmio
de melhor atriz de ação por Jogos Vorazes.
Vocês erraram meu nome. Acho que é um tanto
de mau gosto pontuar isso logo aqui.
Anne Hathaway, após vencer melhor atriz coadjuvante.
Há uma grande diferença entre a Europa e a América,
mas os críticos americanos foram capazes de explicar porque
esse é um filme sobre amor, e na Alemanha, França e
Áustria disseram que ele é sobre como lidar com a vida.
Stefan Arndt, produtor do austríaco Amor,
babando ovo de americano.
Seja breve.
Hugh Jackman, ex-apresentador do Oscar
aconselhando o apresentador do evento.

O mundo do cinema não seria o que é hoje
sem a genialidade e luz de Judd Apatow
(pause para os aplausos de pé)
Rebel Wilson, lendo, em tom de piada, a apresentação,
do prêmio especial entregue a Judd Apatow.
Você ficou igual ao Lincoln, até falou igual ao Lincoln,
mas a gente não sabe como era a voz dele,
então você pode ter errado feio!
Judd Apatow, zombando do Daniel Day-Lewis no seu discurso.

Você me fez sentir seguro nadando
em águas desconhecidas, águas que
David O. Russell me deu a chance de desbravar.

Bradley Cooper sendo cafona, agradecendo a DeNiro
ao receber o prêmio de melhor ator em filme de comédia.

Eu gostaria de agradecer à Academia.
Ben Affleck, sendo babaca, claramente aborrecido por
não ter sido indicado ao Oscar no seu discurso de melhor diretor.
Essa é minha primeira vez com um desses e é incrível!
Jessica Chastain, ao receber o prêmio de melhor atriz,
seu primeiro prêmio mainstream da carreira.


Os vencedores:


MELHOR FILME
Argo
MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Quentin Tarantino - Django Livre
MELHOR COMÉDIA
O Lado Bom da Vida
MELHOR DIRETOR
Ben Affleck - Argo
MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Tony Kushner - Lincoln
MELHOR ATRIZ DE COMÉDIA
Jennifer Lawrence - O Lado Bom da Vida
MELHOR ATRIZ
Jessica Chastain - A Hora Mais Escura
MELHOR FILME ESTRANGEIRO
Amour
MELHOR ATOR DE COMÉDIA
Bradley Cooper - O Lado Bom da Vida
MELHOR ATOR
Daniel Day-Lewis - Lincoln
MELHOR ANIMAÇÃO
Detona Ralph
MELHOR FILME DE AÇÃO
007 - Operação Skyfall
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Anne Hathaway -  Os Miseráveis
MELHOR DOCUMENTÁRIO
Searching for Sugar Man
MELHOR ATRIZ DE AÇÃO
Jennifer Lawrence - Jogos Vorazes
MELHOR ATOR COADJUVANTE
Philip Seymour Hoffman - O Mestre
MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA
Anna Karenina
MELHOR ATOR DE AÇÃO
Daniel Craig - 007 - Operação Skyfall
MELHOR ATOTR/ATRIZ JOVEM
Quvenzhané Wallis - Indomável Sonhadora
MELHOR   FIGURINO
Anna Karenina
MELHOR FILME DE SCI-FI/TERROR
Looper
MELHOR ELENCO
O Lado Bom da Vida
MELHOR MAQUIAGEM
A Viagem (Cloud Atlas)
MELHOR FOTOGRAFIA
As Aventuras de Pi
MELHOR CANÇÃO
Skyfall - Adele
MELHORES EFEITOS VISUAIS
As Aventuras de Pi
MELHOR EDIÇÃO
A Hora mais Escura


Constatações:


- Enquanto O Artista varreu tudo ano passado, acho muito difícil Lincoln terminar essa temporada de prêmios sem nenhum de melhor filme. Só a vitória de Ben Affleck aqui, e nem sequer foi indicado ao Oscar, já é uma prova disso. As opiniões estão divididas.

- Ben Affleck se esqueceu que a Academia fez a carreira dele, e com um Oscar questionável, foi mal agradecido, fez gracinha, e de tabela se queimou com duas premiações de uma vez só. Tomara que nunca mais seja indicado a nada. Grosseria tem limite;

- Adoro Anne Hathaway, mas achei que ela foi mezzo-grossa também. Mas nada grave como o Ben Affleck. Ela mesma se censurou na hora. Desnecessário o comentário;

- Emily Blunt tá a cara da Katy Perry;

- O tal do ursinho Ted realmente virou popular;

- Amy Adams, mesmo no fundo do busão das premiações,continua linda.

- Quveoijkdjafdajiulegfbeyoncé Wallis é o sinal dos tempos. Antigamente levavam uma listinha de papel com o discurso para ler. Ela, muito fina, leu direto do iPhone;

- O futuro Superman já apareceu nas premiações pra divulgar o filme novo. Podem aguardá-lo no Globo de Ouro e no Oscar também;
- Teve muito sorriso amarelo na platéia, com as grosserias e com as piadas sem graça;

- Rebel Wilson é o Seth Rogen de saias;

- O boi-bufo Weinstein não perde uma chance de aparecer;

- Adele já ganhou o primeiro;

- Não teve Rubens Ewald comentando dessa vez pra criticar...

Um comentário:

  1. rubens ewald não comentei, mas vitor ferreira, sim. e fez um belo trabalho. muito site e portal adorariam um crítico assim, já disse, né?

    ResponderExcluir