terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Globo de Ouro 2012

E mais um Globo de Ouro se foi. E, como sempre, eu não perdi nada, nem o tapete vermelho. Novamente eles chamaram o Ricky Gervais para apresentá-lo. Ano passado os seus comentários (brilhantes e venenosos) foram muito criticados e recebidos com muito desconforto pelos artistas presentes. Este ano ele foi mais comedido, mas não menos engraçado. Mas tive a impressão de que ele foi podado. Após o monólogo inicial, ele mal apareceu depois. Só pra falar mal, brevemente, dos apresentadores que iam surgindo.

Cuidado com a cabeça do pimpolho

Bom rever Woody voltando às listas de vencedores. Assim como Scorsese, que fez um filme singelo e cativante. Meryl vencendo normalmente me deixaria alegre sempre, mas dessa vez eu torcia demais por Viola Davis. George Clooney é melhor diretor que ator. Pra mim Leonardo DiCaprio deveria ter vencido. Matt LeBlanc só venceu pela fama de Friends. Na boa, houve 10 anos de seriado e nunca o premiaram, e agora que ele não é nem metade do que já foi, resolvem premiar. No geral, os discursos do Critics Choice foram bem mais inspirados, principalmente os de George Clooney e Viola Davis. Agora é acompanhar os guildas e esperar as indicações ao Oscar.

Enfim, eis aqui meus destaques da noite!


Frases da noite:
Você já assistiu O Turista?
Ricky Gervais, que no ano passado foi criticado por brincar
que O Turista é tão ruim que só foi indicado para que Johnny Depp
e Angelina Jolie fossem ao evento, fez a pergunta a Depp.


O Globo de Ouro está para o Oscar assim
como Kim Kardashian está para Kate Middleton.
Ricky Gervais, no seu monólogo incial.

Justin Bieber quase fez um teste de paternidade...
Que desperdício de teste seria! A única maneira que ele poderia
ter engravidado uma menina seria se ele pegasse
emprestado um dos recheadores de peru da Martha Stewart.
Ricky Gervais, no seu monólogo incial.

Adoro Boardwalk Empire. É sobre imigrantes estrangeiros que vieram para os EUA há cem anos atrás e se envolveram com suborno e corrupção, chegando assim até a alta sociedade. Mas chega de falar da Imprensa Estrangeira de Hollywood.
Ricky Gervais, alfinetando os organizadores do evento.

Olá, eu sou Seth Rogen e neste momento estou tentando
disfarçar uma sólida ereção.
Seth Rogen, constrangendo Kate Beckinsale antes de entregar
o prêmio de melhor atriz em comédia.


Michelle Williams, na ‘comédia hilariante’ Sete Dias Com Marilyn
Seth Rogen, ao anunciar as indicadas a melhor atriz em comédia,
que claramente não é o gênero do filme indicado.


Woody não pôde estar aqui hoje. Então, hmm... ele gostaria de dizer obrigado à Imprensa Estrangeira de Hollywood. Venha buscar, Woody!
Nicole Kidman, ao anunciar como vencedor de melhor roteiro
Woody Allen, famoso por nunca ir a premiações.

Eu não sou francesa, não tenho desculpas.
Madonna, sem palavras ao receber o prêmio de melhor canção,
logo após o compositor francês se enrolar no seu discurso.

Eu tenho que devolvê-la, senão ele não vai ter como ir ao bar.
George Clooney, debochando de Brad Pitt, que está machucado,
ao subir no palco com a bengala dele
.

Quando o acordo com Ricky Gervais não deu certo e eles vieram a mim para interpretar Margaret Thatcher... Eu não sei contar piada...
Meryl Streep, ao receber o prêmio de melhor atriz drama
tentando debochar do apresentador
.

Gostaria de agradecer ao Michael Fassbender por tirar de mim a responsabilidade da nudez frontal que eu tinha. Sério, Michael, você poderia jogal golfe assim, com as mãos nas costas.
George Clooney, comentando no seu discurso de agradecimento sobre o
concorrente alemão, que
vive um viciado em sexo no filme Shame.


Top 5 - Melhores momentos:



1)
O discurso de agradecimento de Modern Family.



2) Felicity Huffman e William H. Macy cantando uma musiquinha antes de apresentar o prêmio de melhor atriz coadjuvante de TV.


3) Madonna e Ricky Gervais trocando farpas e Elton John, que já estava com cara de poucos amigos, entrando de gaiato no navio.

4) Scorsese vencendo melhor diretor. Hugo é lindo! Pura poesia.


5) Uggie indo receber o prêmio de melhor filme comédia por O Artista.



Top 5 - Piores momentos:

1) Morgan Freeman ganha prêmio pela carreira e dá o discurso mais enfadonho da noite, do ano, da década, do século.

2) Jessica Lange "roubando" da Sofia Vergara o prêmio de melhor atriz coadjuvante de TV pelo fraquíssimo American Horror Story. El diablo!

3) Meryl mora no meu coração, mas esse ano era da Viola Davis. Meryl não precisa mais... O discurso foi ótimo, pelo menos.

4) Steven Spielber receber o prêmio de melhor animação por Tintin. O desenho e HQ belga existe há décadas, mas um americano que leva o crédito.

5) Ignorarem Jim Parsons da categoria comédia de TV e ainda premiarem Matt LeBlanc. Já me explanei sobre isso há alguns parágrafos acima.


Constatações:


- O Artista é o filme do ano. E eu ainda não vi!

- Tina Fey não curte o Gervais;

- Madonna é o máximo;

- Sofia Vergara é o máximo;

- A Imprensa Estrangeira de Hollywood tem uma obsessão pela Meryl Streep. Ela é o maximo, até mais que Madonna e Sofia Vergara, mas ela já tinha 7 globos... A Escolha de Sofia, Kramer vs. Kramer, A Mulher do Tenente Francês, Adaptação, O Diabo Veste Prada, Julie & Julia, Angels in America. E agora A Dama de Ferro.

- Glenn Close era a cara da decepção;

- E Jane Fonda a cara da riqueza;

- Angelina Jolie continua esquálida;

- Leonardo DiCaprio anda muito sisudo ultimamente;

- Jodie Foster deve ter sugado a alegria dele;

- Elle MacPherson, aos 47 anos, sambando na cara da humanidade. Ela não envelhece. É tudo que Monique Evans queria ser e jamais foi ou será;

- Rob Lowe deve tomar do mesmo elixir, que certamente é feito na casa do Christopher Plummer, que mergulha nele junto com a esposa;

- Kate Winslet tá fazendo a Demi Moore;

- Deve ser cláusula de contrato ter que mencionar os Weinstein em discurso de agradecimento. Eles, ao menos, deviam ser menos desagradáveis de se olhar (risos);

- Evan Rachel Wood de linda virou Kelly Osbourne pós-anorexia;

- Já Charlize Theron continua linda;

- E Katharine McPhee está ainda mais linda;

- Michelle Williams é blasé. Tá a cara da Annette Benning;

- Mas a mais fashion da noite era Rooney Mara;

- Tilda é tão diva que pode até colocar um lulu-da-pomerânia na cabeça;

- Andy McDowell é linda e a filha Miss Golden Globe é linda. Família asquerosa...

- Rubens Ewald tá virando Clodovil. Num ano onde Woody Allen, Alexander Payne, Scorsese, Spielberg, Lars von Trier, Terence Mallick e Almodóvar fizeram ótimos filmes, ele diz que foi um ano fraco e não houve, ao menos, nada “correto” como O Discurso do Rei. Só com muita fé em Jeová...


A lista completa de vencedores:

Melhor Filme - Drama
Os Descendentes

Melhor Filme - Musical ou Comédia
The Artist

Melhor Diretor
Martin Scorsese (A Invenção de Hugo Cabret)

Melhor Ator (Drama)
George Clooney (Os Descendentes)

Melhor Atriz (Drama)
Meryl Streep (A Dama de Ferro)

Melhor Ator (Musical ou Comédia)
Jean Dujardin (The Artist)

Melhor Atriz (Musical ou Comédia)
Michelle Williams (Sete Dias Com Marilyn)

Melhor Ator Coadjuvante
Christopher Plummer (Toda Forma de Amor)

Melhor Atriz Coadjuvante
Octavia Spencer (Histórias Cruzadas)

Melhor Roteiro
Meia-Noite em Paris

Melhor Canção
Masterpiece (W.E. - O Romance do Século) por Madonna

Melhor Trilha Sonora
The Artist

Melhor Animação
As Aventuras de Tintim: O Secredo do Licorne

Melhor Filme Estrangeiro
A Separação (Irã)

Melhor Série de TV - Drama
Homeland

Melhor Série de TV - Musical ou Comédia
Modern Family

Melhor Minissérie ou Filme Feito para a TV
Downton Abbey

Melhor Ator de TV (Drama)
Kelsey Grammer (Boss)

Melhor Atriz de TV (Drama)
Claire Danes (Homeland)

Melhor Ator de TV (Musical ou Comédia)
Matt LeBlanc (Episodes)

Melhor Atriz de TV (Musical ou Comédia)
Laura Dern (Enlightened)

Melhor Ator de Minissérie ou de Filme de TV
Idris Elba (Luther)

Melhor Atriz de Minissérie ou Filme de TV
Kate Winslet (Mildred Pierce)

Melhor Ator Coadjuvante (Série, Minissérie ou Filme de TV)
Peter Dinklage (Game of Thrones)

Melhor Atriz Coadjuvante (Série, Minissérie ou Filme de TV)
Jessica Lange (American Horror Story)

Prêmio Cecil B. DeMille
Morgan Freeman

2 comentários:

  1. Eu só assisti o tapete vermelho infelizmente. Meu sono não me permitiu! Mas teu resumo tá ótimo e completo, então to super por dentro.

    Eu tinha varias coisas pra comentar mas chegou no final do post e eu esqueci varias pelo meio do caminho. Lembro que uma era que a michelle wilians tava meio blasé mesmo.

    rsrsrs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ah, não, dona Bia! Trate de lembrar! Leia de novo e vá anotando os comentários!

    ResponderExcluir