sábado, 18 de dezembro de 2010

Seção CINEMA // Meus 50 Momentos Musicais Favoritos de Hollywood! (Parte 4)


Parte 1Parte 2Parte 3Parte 4Bônus Parte 5 (final)


Parte 4
20 - 11



video

20. Cabaret // Cabaré (Cabaret)

O contraste de um alegre show de Cabaré em Berlim numa triste Alemanha sendo tomada por nazistas, que enchem inclusive a platéia. Um dos momentos inesquecíveis tanto da Liza, do diretor Bob Fosse, quanto do filme e do cinema americano.


video

19. What A Feeling // Flashdance – Em Ritmo de Embalo (Flashdance)

O tema central da Irene Cara ilustra os créditos iniciais e a cena final, a superação e vitória da Jennifer Beals (e dos milhares de dublês), que é a alma do filme, mesmo a melhor cena do filme sendo a com a dança da cadeira ao som de He's A Dream. Adoro também a cópia da cena feita em Elvira, a Rainha das Trevas, já essa com Maniac, do Michael Sembello, que em Flashdance é meio desperdiçada com uma cena de exercício.


video

18. Fame // Fama (Fame)

Outro hit da Irene Cara. Quem nunca viu essa cena? Quem nunca ouviu essa música? Às vezes uma boa cena basta pra carregar um filme pra posteridade, mas Fama tem várias delas.



video

17. Can't Take My Eyes Off of You // 10 Coisas Que Odeio Em Você (10 ----Things I Hate About You)

Heath Ledger, por que você foi morrer? Pelo menos com uma só cena fez de uma comédia adolescente muito mais do que ela é, e também nos deixou Ennis Del Mar e um Coringa ainda melhor que o do Jack Nicholson.


video

16. Oh Maria // Mudança de Hábito (Sister Act)

Era criança e chorava de rir vendo essa cena na primeira vez. É um esperado não-esperado. A gente sabe que a Whoopi vai transformar o coral, mas todo mundo está acostumado com a desgraça habitual. Ela ainda me contagia até hoje. E muda totalmente o rumo do filme.


video

15. Pure Imagination // A Fantástica Fábrica de Chocolates (Willy Wonka & -----the Chocolate Factory)

Clássicos das sessões da tarde, da infância de milhões, que Johnny Depp tentou destruir, mas não conseguiu. Lágrimas caem dos olhos só de ouvir a voz pouco polida de Gene Wilder. Eis a magia do cinema. O ordinário pode ser fantástico. Tudo pode ser. Se quiser será. Sonho sempre vem pra quem sonhar. Tudo pode ser. Só basta acreditar. Tudo que tiver de ser, será... Por outro lado, é só a minha mente perturbada ou esse Willy Wonka é uma figura meio sinistra? A cara me lembra a do Malcom McDowell em Laranja Mecânica. E uma vibe meio pedófila, sei lá... Mas nem isso consegue estragar a cena.


video

14. Mr. Holland's Opus // Adorável Professor (Mr. Holland's Opus)

O Mestre Com Carinho que me desculpe, mas sua cena final não chega aos pés dessa. Ela me lembra um pouco os finais de Fama e A Chorus Line, que também adoro. Acho essa trilha tão emocionante que me surpreendo de nunca ter sido aproveitada em eventos esportivos ou premiações.


video

13. You Must Love Me // Evita

Madonna é massacrada pelas suas limitações artísticas e enaltecida por sua capacidade de se reinventar e mostrar o que o publico quer ver. Mas nada disso importa nesta cena, nessa musica que Andrew Lloyd Weber e Tim Rice compuseram especialmente para o filme, como se já não houvesse tantas lindas canções na trilha. Um momento a mais, um diferencial em relação ao espetáculo teatral que de fato fez a diferença no filme. É pura singeleza e sentimento.


video

12. Supercalifragilisticexpialidocious // Mary Poppins

Mary Poppins tem tantos momentos musicais excelentes, mas o título quase impronunciável deste o fizeram se destacar dos demais. Mesmo da famosa canção da chaminé. Julie Andrews, que também fez a mais que famosa cena de A Noviça Rebelde mostrando que de fato nasceu para os musicais. Os de família, claro.


video

11. Mamma Mia // Priscilla – A Rainha do Deserto (The Adventures of -----Priscilla, The Queen of The Desert)

Priscilla foi aquilo que realmente faltava no mundo dos musicais, apesar de não ser um musical propriamente dito. Em um mundo dominado por gays, ele veio a ser a primeira comédia/musical sobre eles mesmos. E diante de tantos números, figurinos, extravagâncias, caras e bocas, qual cena escolher? I've Never Been To Me abrindo? Felicia dublando Maria Callas? Save The Best For Last nos créditos finais? I Will Survive no deserto? Finally no hotel? Acabei ficando com o número final ao som de ABBA que encerra o filme. Essa sim uma verdadeira homenagem ao grupo sueco.



Parte 1Parte 2Parte 3Parte 4Bônus Parte 5 (final)


Nenhum comentário:

Postar um comentário