domingo, 10 de maio de 2009

Seção CANARINHOS // American Idol 8 - Top 4

Para entender as alcunhas (os apelidos!!!), clique aqui.


Top 4 – Semana Rock’n’Roll

Essa semana teve talvez o tema mais arriscado do ano. O mentor da semana foi o Slash, ex-guitarrista de Guns and Roses e Velvet Revolver. Muito mais coerente que o Jamie Foxx semana passada. O Slash tá a cara do Joey Ramone, meio Gene Simmons... Será

Performances:


Nota: 10
Glambert Cher cantou “Whole Lotta Love” do Led Zeppelin. Não tinha como dar errado. Ele é um Robert Plant contemporâneo. Queria demais vê-lo cantando “Stairway to Heaven”. Que faniquito foi aquele da Kara nos comentários? Parecia o “orgasmo” da Meg Ryan em Harry & Sally...


Nota: 8,5
Animal cantou “Cry Baby”. Acho-a bem limitada, mas ela tem a voz pra cantar Janis Joplin. Talvez “Piece of My Heart” fosse melhor. Foi um pouco “light” a performance dela. Esperava ser mais “radical”, se é que você me entende… Mas foi a melhor performance dela no programa, depois de Alone.


Primeiro dueto:

Nota: 2,0
High School Kris e Dick Vigarista cantando Styx... Mas sem graça impossível. Chris Daughtry já cantou “Renegade” na quinta temporada e foi o máximo. Já aqui... Sem contar que vestidos daquele jeito, eles pareciam Zezé de Camargo e Luciano.


Nota: 5,0
“Come Together”. Amo! Acho uma das músicas de mais personalidade dos Beatles. Adoro a versão do Joe Cocker também. Carly Smithson cantou muito bem no ano passado. Mas ele tem uma voz muito suave, sem contar nas caretinhas eternas dele, que os americanos chamam de “monkey faces” (ver foto acima). Resumindo, ele é muito bonzinho pra cantar rock. Não rolou, colega, sorry... Deveria ter escolhido uma balada.


Nota: 10
De todos os anos que eu assisto Idol, eu nunca vi nada igual. Só John Stevens cantando “Crocodile Rock” chegou perto disso. Inveja é mesmo uma merda. Quando não se tem competência para algo, tentar imitar alguém sempre vira desastre. Dick Vigarista cantou “Scream On” do Aerosmith. Digo, “Dream On”. Eu nunca postei o vídeo de nenhuma apresentação aqui no blog, mas essa merece.



AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Se fosse qualquer outra pessoa, seria vergonha alheia em níveis estratosféricos! No nível de Roberta Miranda cantando “Arruma a Mala Aê”. Mas eu me diverti demais. Foi muito, muito, mas muito melhor e cara-de-pau do que ele cantando “Endless Love”.

O infeliz ainda disse que achou boa sua performance. Só pra ver como ele realmente é fraco, brega e limitado. O júri jogar panos quentes em cima foi inaceitável. Diziam: Nota dez pelo esforço! RI-DÍ-CU-LO. Se fosse qualquer outro candidato, eles teriam espinafrado sem piedade. Pelo menos Simon disse que parecia cena de assassinato em filmes Sexta-Feira 13. Simon é um “cool jerk”. Não há outra definição.

E quer saber, às vezes uma imagem vale mais que mil palavras. O júri pode falar o que quiser, mas Paula estava em pé “curtindo” ou “apoiando” o desastre, e quando a catástrofe realmente assolou, ela se sentou visivelmente constrangida. Sem contar as caras de bunda dos outros jurados. A expressão no rosto deles naquele momento, não tem preço! Para todas as outras coisas existe Master Card.


Segundo dueto:

Nota: 10
Os dois roqueiros da temporada cantando juntos. Lógico que ia ser muito melhor que o primeiro dueto. Cher e Animal cantaram “Slow Ride” do Foghat, que eu amo, amo, amo. Já vi em muitos muitos filmes. Eles cantam bem juntos. Animal subiu no conceito essa semana.


Eliminação:

Pra começar a propaganda da Ford em que eles cantam “Move Along” dos All-American Rejects, que eu adoro (nossa como essa semana foi boa!), esteticamente lembrou um trabalho que eu estou fazendo. Ou seja, gostei muito. Depois veio a performance grupal com o Slash em que eles cantaram “School’s Out” daquele ser pitoresco que atende pela alcunha de Alice Cooper.


Depois eles comentaram suas performances e o nojento do Dick Vigarista tentou se fazer superior do desastre rindo de si próprio. Uma resposta inteligente, mas não engulo. Acho que alguém mandou ele reagir assim. Ele não tem inteligência para isso... Depois veio Paula Abdul. Ai meu Deus! Eu quando criança adorava ouvi-la na rádio, mas sério que ela quer voltar a cantar? Será que ela ainda lembra como faz? Isso me preocupou... Aí ela fez uma musiquinha parecida com os hits pops antigos dela, fez o playback básico e dançou muito. Parecia mais programa de dança na TV. Melhor assim.


Depois, do nada veio o No Doubt cantando “Just a Girl”. Paula Abdul? Just a Girl? Eu voltei pros anos 90? Acho que não, mas enfim... Gwen Stefani tava lá, como sempre, uma Christina Aguilera mais louca, menos perua e com muito mais personalidade. Depois veio a banda Daughtry, do Chris Daughtry da quinta temporada com o single novo deles, “No Surprise”. Curti!

Bom, os resultados. Dos 4, foram salvando de 1 em 1 até ficar só o eliminado. Primeiro High School Kris, depois Adam e por último... Dick Vigarista. Que merda! Quando eu criei simpatia pela Allison, ela se vai. E eu realmente não entendo como alguém pode querer que Danny fique. Só se for pra ele pagar outro mico semana que vem. Espero que sim, pelo menos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário