segunda-feira, 23 de junho de 2008

Seção ALUCINÓGENOS // Entenda a onda das mulheres-frutas

Achei esse texto e gostei muito. É daqueles que eu fico puto por não ter sido eu quem escreveu. It's written me all over it.

Fonte: http://www.tvcanal13.com.br/noticias/entenda-a-onda-das-
mulheres-frutas-26544.asp



Hoje em dia a moda é ser sustentável. De repente, todo mundo resolveu falar do planeta: é loja de computador que planta árvore, é banco que planta árvore, é mercearia da esquina que planta árvore. Parece até que o problema do mundo é só a falta de árvores.

- Minha empresa acabou com as espécies de leão marinho do mundo, poluiu 6 oceanos e traficou escravos. Mas a gente plantou 34 amendoeiras.

Aliás, isso pode até criar um problema ainda maior: falta de espaço físico. Percebo que o mundo é hipócrita quando vejo uma petrolífera fazendo campanha de planeta sustentável. Podiam em vez de plantar árvores, não despejar milhões de litros de óleo no mar, mas não! A moda é falar de natureza, então vamos plantar árvores.

Bom, pelo menos é uma moda boa. E como toda moda, tinha que chegar nas mulheres. Perceba como hoje até elas já são sustentáveis. Na minha época de garoto, a moda era a mulher-bunda. Tinha a Carla Perez, a Sheila Mello, a Sheila Carvalho... Passou um tempo, a moda era mulher-fantasia. Surge então a Enfermeira do Funk, a Ninja do Funk, a Índia Aigo, a Feiticeira e Tiazinha. Agora, com a moda da sustentabilidade e do mundo natureba, quem surge? Mulher melancia, mulher jaca, mulher melão, mulher samambaia. O que, alias, é um paradoxo: se a idéia é ser natural, por que quase todas têm silicone?

É impressionante como essa moda da mulher-fruta está pegando por aqui. Antigamente, a mulher que destacava o Brasil era a Carmen Miranda que colocava fruta na cabeça. Agora, a idéia é descer a fruta para bunda, peito, coxa. O que é bom pra quem quer lucrar em cima: o feirante da barraca da melancia deve dar graças a Deus por esse merchandising gratuito. Imagina o que deve ter de marmanjo pensando:

- Putz, que vontade de comer melancia.

No mínimo é incentivo pra população encher a despensa com coisas naturais. Mas logo, logo as indústrias descobrem essa mídia gratuita e lançam a Mulher Lazanha Sadia, a Mulher Requeijão Itambé e a Mulher Pizza semi-pronta Perdigão.

O que acho mais cômico é que existe fruta pra cada tipo de fetiche. Você gosta de bunda? Tem a melancia. Mulher Melancia. Você gosta de peito? Tem o melão. Mulher melão. Você gosta de cérebro? Tem a pêra. Marília Pêra. É mulher para todo mundo. Gosta de mandioca? Tem as mulheres do Ronaldo. Agora, se você está por fora dessa onda natural e prefere coisas mais artificiais, sem problemas: tem a Ângela Bismarchi.

A outra vantagem é que, com fruta, não existe associação se achando desrespeitada como acontecia com as enfermeiras. O máximo que pode acontecer é algum feirante se sentir desprestigiado. Penso no vendedor de graviola entristecido por ter escolhido a fruta errada. Alguns até esperançosos, imaginando um atributo a sua fruta.

A Mulher Laranja, por exemplo, poderia ser a mulher do estelionato. Poderia ter várias empreiteiras enquanto rebola. Talvez a Mônica Veloso dançando, não sei.

A Mulher Banana poderia ser a submissa. Entra no palco para dançar enquanto o cantor já está se atracando com outras mulheres. No fim, ele entrega a roupa suja e ela lava sorrindo.

A Mulher Kiwi poderia resgatar a Lacraia: peluda por fora, mas fruta por dentro.

Mulher Pêssego, estilo Sandy. Delicadinha, frágil, rostinho angelical. Não rebola e usa burca durante as apresentações de funk. Ou melhor, música clássica.

Mulher Abacaxi, poderia ser a dançarina de TPM. Sempre reclamando, sempre xingando, sempre querendo atenção do MC. No final, sai do grupo e processa os integrantes, levando tudo.

Por fim todas poderiam se reunir e montar um grupo: SALADA DE FRUTAS. Ou para fazer mais sentido com a rima: SALADA DE… Ah, deixa quieto!

3 comentários:

  1. Ninguém aguenta mais tanta mulher fruta mesmo...rss

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    gostei gostei....
    esse cara aí num tem o que fazer, mas pelo menos escreveu uma coisa interessante!!
    bjuuuuuuu

    ResponderExcluir
  3. adorei, se todo mundo tivesse seu olhar crítico, talvez fossemos poupados de tanta estupidez, sobretud sobre as mulheres. beijos.

    ResponderExcluir