domingo, 25 de maio de 2008

Seção CANARINHOS // Lista dos + American Idol

As 25 + do American Idol!

Meus amigos sabem que eu sou viciado em American Idol. Acho a idéia do programa fenomenal. É ágil, desafiador e dá a jovens aspirantes a chance de se fazerem notar. A fórmula de sucesso já é exibida e tem versões em mais de 30 países. Como nada é perfeito, é televisionado por uma rede de TV da direita conservadora americana, que com certeza deve castrar a liberdade criativa dos participantes.

Um capítulo a parte são os carismáticos jurados do programa:

- Randy Jackson, o jurado “cool”, é músico e produtor musical, já tocou em bandas como Journey e trabalhou com nomes como Aretha Franklin, George Michael, Whitney Houston, Mariah Carey e Natasha Bedingfield.

- Paula Abdul, a jurada doce e gentil, chegou ao sucesso como coreógrafa e dançarina. Começou coreografando as líderes de torcida do Los Angeles Lakers, o que a levou a coreografar para artistas como Michael Jackson, Prince, Donna Summer, Janet Jackson, Pat Benatar e Heart. No final dos anos 80 se lançou como cantora e emplacou 6 canções e 2 álbuns no número 1 das paradas, feito que pouquíssimos artistas conseguem atingir.

- Simon Cowell, o ranzinza do júri, é produtor musical e é um dos responsáveis por lançar ao sucesso bandas como Spice Girls, Five, Westlife, Il Divo e descobriu Leona Lewis, maior descoberta da música britânica desde Amy Winehouse.

Com o recente fim da sua sétima temporada, resolvi então criar uma lista com as minhas 25 performances favoritas interpretadas no programa. Escolhi uma performance por participante, e coloquei em ordem de preferência, ilustrando e dando informações sobre os candidatos, as canções e a temporada.

Clique nas imagens para ampliá-las.
No final dos comentários há links para vídeo das performances no YouTube.


# 25 Josh Gracin – Amazed

Cantor de country da segunda temporada, soldado do exército americano (a gente pode esquecer essa parte…), batia sempre de frente com o Simon, que não gosta de música country e dizia que ele estava gordo o tempo inteiro. Na semana de #1’s da Billboard interpretou muito bem essa música da banda Lonestar. Vídeo

#24 Brooke White - You’re So Vain

Brooke era uma das candidatas mais carismáticas da 7ª temporada, mas era um pouco limitada ao seu próprio estilo, não era tão versátil quanto o programa procura. Talvez sua melhor performance tenha sido seu primeiro teste, cantando Corinne Bailey Rae. No seu próprio estilo, ou o chamado “comfort zone”, que o júri tanto fala, ela teve a melhor performance na semana dos anos 70 cantando You’re So Vain da Carly Simon. Vídeo

#23 Amanda Overmeyer - I Hate Myself For Loving You

Ela poderia ter rendido bem mais se não tivesse estagnado na imagem de roqueira motoqueira e usasse um pouco mais de versatilidade como fez Bo Bice, e cantado algumas coisas de country, disco ou folk. Nas performances em grupo dava pra ver nitidamente seu desconforto e falta de empenho ao cantar músicas que não faziam seu estilo. Ela só teve uma única grande performance, e foi na semana dos anos 80, em que ela caiu como uma luva no estilão da Joan Jett e deu show com essa música, que eu gosto demais e me lembra muito Dawson's Creek (A Katie Holmes a assassinou em alguns episódios). Vídeo


#22 Blake Lewis - Time Of The Season

Ele sempre tentava criar novas melodias para as músicas, trazê-las para os dias atuais. Acredito eu que pra disfarçar as limitações vocais dele, que são muitas, e na maioria das vezes dava certo, o que acabou levando-o para o segundo lugar da temporada desbancando favoritas como Melinda e Lakisha, que vocalmente são bem melhores, mas também não fazem meu estilo. Na semana da invasão britânica dos anos 60, ele se colocou no mapa como esse hit da banda The Zombies. Vídeo


#21 Diana DeGarmo - Don't Cry Out Loud

A terceira temporada é a que menos gosto. Nenhum deles fazia meu estilo. Diana era bem jovem, 16 anos, e bem inconstante, mas foi a que mais evoluiu no programa e acabou em segundo lugar. Cantando No More Tears de Donna Summer e Barbra Streisand ela mostrou que já tinha condições de ir a uma final, mas Don’t Cry Out Loud da Melissa Manchester foi seu momento áureo no programa. Vídeo

#20 LaToya London - All By Myself

Favoritíssima na terceira temporada, acabou com o quarto lugar. All By Myself do Eric Carmen, foi logo sua primeira performance no programa e já mostrou de longe que ela era a melhor de todas do grupo junto com Fantasia. Vídeo

#19 Fantasia - I Heard It Through The Grapevine

Fantasia venceu a terceira temporada, famosa pelas divas negras: ela, LaToya e Jennifer Hudson, que foi eliminada precocemente, mas virou atriz de sucesso ganhando até Oscar por Dreamgirls. Fantasia não faz meu estilo, mas mostrou todo seu carisma e potencial cantando essa música do Marvin Gaye, interagindo com a banda. Show de personalidade e atitude. Vídeo


#18 Nadia Turner - Power Of Love

Moderna, autêntica, ousada, com uma personalidade e carisma inigualáveis. Uma Tina Turner em potencial. Até hoje não entendo como ela ficou só com o oitavo lugar na quarta temporada. O que mais me revolta é ela ter sido eliminada na semana anterior a semana disco, em que ela provavelmente daria show. Fiquei em dúvida entre duas performances suas. Try A Little Tenderness foi brilhante, mas fiquei com Power of Love da Ashley Cleveland, sua primeira performance ao vivo que a fez se destacar de cara das demais. Vídeo


#17 Chris Richardson - Geek In The Pink

Dos homens da sexta temporada, ele era quem eu mais gostava. Era moderno, descolado, mas não era criativo como Blake, nem tinha a potência vocal do Phil Stacey (que só soube usufruir dela tarde demais) ou do Chris Sligh (que nunca soube que tinha). Eu fiquei em dúvida entre três performances ótimas dele: Don’t Let The Sun Catch You Crying, uma interpretação acústica linda, e Don’t Get Around Much Anymore, uma releitura moderna dos crooners dos anos 50, mas acabei ficando com Geek In The Pink do Jason Mraz. É mais moderna, contemporânea e se encaixa melhor no estilo dele. Vídeo

#16 Jessica Sierra - Total Eclipse Of The Heart

Uma das minhas favoritas da quarta temporada que foi eliminada precocemente. Hoje em dia envolveu-se numa série de problemas legais envolvendo brigas e drogas, teve uma filha também, o que a impediu de deslanchar sua carreira musical. Na semana de #1’s da Billboard, ela confirmava seu favoritismo cantando Total Eclipse of The Heart da Bonnie Tyler. Na semana seguinte ela foi eliminada cantando LeAnn Rimes. Vídeo

#15 Kimberley Locke - I Can’t Make You Love Me

Melhor intérprete feminina da segunda temporada. Na semana country ela cantou essa canção da Bonnie Raitt, que eu adoro na voz do George Michael. Carrie Underwood já me conquistou cantando essa música logo na sua primeira audição na quarta temporada. Mas Kimberley tinha dois algozes a sua frente: Clay Aiken e Ruben Studdard, que venceu a temporada, de quem eu nunca fui muito fã. Vídeo

#14 David Archuleta - You’re The Voice

Favoritíssimo da sétima temporada, acabou ficando com o segundo lugar. Um rapaz muito gentil e educado. Quase uma cruza de Meu Querido Pônei com Ursinhos Carinhosos. Ele já tinha me deixado diabético com a sua doçura na terceira semana. Talvez tudo seja fruto da sua pouca idade. Daqui a uns 4 ou 5 anos ele chegará a ser um grande artista. Minha performance favorita dele é You’re The Voice do John Farnham, que tem cara de propaganda de Pepsi dos anos 80, e os jurados não gostaram. Talvez por isso eu tenha gostado, porque normalmente eu achava as suas outras tão aclamadas performances monótonas. Mas eu gostei bastante de Don't Let The Sun Go Down On Me também. Vídeo

#13 Jordin Sparks - A Broken Wing

Uma dos poucos candidatos que faziam meu estilo na sexta temporada. Torci muito por sua vitória que se concretizou. Na semana country, ela mostrou que tinha condições reais de vencer cantando essa canção da Martina McBride. Vídeo


#12 Constantine Maroulis - Bohemian Rhapsody

Um tanto afetado demais, caras e bocas, cheio de charminhos e firulas, fingia ser roqueiro, provavelmente por achar o estilo “bonitnho”. Na verdade ele é muito mais ator de musicais do que qualquer outra coisa, e acabou sendo o seu destino futuramente. Seu melhor momento foi cantando uma das minhas músicas favoritas, Bohemian Rhapsody do Queen, já que Freddie tinha tudo que ele tem (só que muito melhor!), Constantine caiu como uma luva no melodrama e encenação que a música requer. Vídeo


#11 Vonzell Solomon - Best Of My Love

Um clássico da banda Emotions e uma das minhas músicas disco favoritas, Vonzell me encantou cantando-a na semana de #1’s da Billboard. Foi a primeira vez que prestei atenção nela. No geral, ainda preferia Nadia e Jessica, mas o seu estilo mais parecido com Donna Summer ou Whitney talvez tenha agradado mais o público, levando-a ao terceiro lugar, só atrás de Bo e Carrie. Vídeo

#10 Syesha Mercado - One Rock’n’Roll Too Many

Performance de estrela. Atitude, interpretação, vocais potentes, parecia ter saído de um dos números musicais de Chicago. Ultra sexy. Lena Horne em essência. Todos os ingredientes para se dar bem numa semana que tinha como tema Andrew Lloyd Webber. Syesha roubou a noite com essa performance, mas curiosamente, ela e Carly Smithson, as duas melhores candidatas para esse estilo, foram as menos votadas. Só pena dos demais candidatos explica tal feito. Semana fatídica. Vídeo

#9 Bo Bice - I Don’t Want To Be

Bo era um dos mais experientes da temporada e demonstrava isso no palco. Quando entrava, dava show. Seguro, voz forte, sabia sempre escolher as músicas certas, atitude agradável, tudo perfeito. Gostei de quase todas suas performances, mas I Don’t Want To Be do Gavin DeGraw foi o momento que ele que conquistou de vez como artista. Vídeo

#8 Kelly Clarkson - Without You

Pra mim, a melhor disparado da primeira temporada. Nunca gostei muito do estilo da Tamyra Gray, mas tinha uma atitude fantástica. Muita personalidade. Kelly provou ser mesmo a melhor no top 3 ao cantar esse clássico do Badfinger, que ganhou fama na versão do Harry Nilsson. Ali ela já mostrava que alcançaria todo o sucesso que conquistou futuramente. Vídeo

#7 Carly Smithson - I Drove All Night

A voz da sétima temporada. Não havia ninguém que tivesse a sua potência. Agressiva nas suas performances, atingia notas altíssimas com uma facilidade invejável. Simon queria vê-la cantando algo mais r&b, tipo Chaka Khan, Mary J. Blige, mas acho que ela ia acabar fugindo do seu estilo, que eu já adorava, algo entre Chrissie Hynde, Ann Wilson ou Marie Fredriksson. Brilhou cantando Heart, Dolly Parton, Jesus Cristo Superstar, Mariah Carey, Bonnie Tyler (tirando a última nota), Beatles (duas vezes), mas eu fico com I Drove All Night da Cyndi Lauper, em que ela mostrou pela primeira vez toda sua potência em uma música que eu já conhecia e gostava. Vídeo

#6 Clay Aiken - Unchained Melody

A música é linda, apesar de brega e batida, mas eu adoro, e a voz do Clay tem toda a potência necessária pra carregá-la como ele fez brilhantemente. Não gostei muito do arranjo, mas os seus vocais transplantam tudo isso. Após ser vice na segunda temporada, lançou seu álbum de estréia que lhe deu três top 10 hits nas paradas. Vídeo


#5 Katharine McPhee - Over The Rainbow

Nunca gostei dessa música. Acho a versão original da Judy um tédio interminável, mas quando eu ouvi a Katharine cantando com aquele começo a capela, sentada no chão, me deu arrepios. Lindo demais. Ela já era a minha favorita pra vencer a quinta temporada depois que Daughtry foi eliminado, mas antes de ela cantar Come Rain or Come Shine eu nem via nada demais nela. Ficou em segundo lugar, atrás de Taylor Hicks. Vídeo



#4 Chris Daughtry - What A Wonderful World

O favorito da quinta temporada, mas acabou em quarto lugar. Chris mostrou toda sua versatilidade cantando uma versão acústica desse clássico de Louis Armstrong. Eu já gostava demais dele cantando rock tipo Bon Jovi, Goo Goo Dolls ou Matchbox 20, mas ele se mostrou capaz de muito mais que isso nessa semana de clássicos e na semana seguinte cantando Bryan Adams. Vídeo


#3 Anthony Fedorov - Everytime You Go Away

Anthony era, vocalmente, o melhor intérprete masculino da quarta temporada. Os 10 anos a mais do Bo fizeram diferença no palco, na atitude, segurança e escolha de repertório. Anthony ficou em quarto lugar, mas no top 8, cantando essa clássica balada anos 80 do Paul Young, Anthony tornou-se o meu outro favorito pra final. Vídeo

#2 David Cook - Always Be My Baby

Sou fã da Mariah Carey e nunca imaginei ver essa música tão linda e tão diferente quanto o David ousou fazer. Ele roubou de vez a cena da sétima temporada nesse momento. Vídeo

#1 Carrie Underwood – Alone

Heart é uma das minhas bandas favoritas, Carrie a minha idol favorita, e ela fugindo do seu estilo country tradicional e partindo pro rock anos 80 cantando Alone não podia dar errado. Até o cabelão Bonnie Tyler eu adorei. Achei esse arranjo até mais bonito que o original. Uma das vozes mais potentes que o programa já teve. Linda e carismática, Carrie nessa semana de #1's da Billboard arrancou do júri a previsão da sua vitória. E ainda era o top 11. On fire! Vídeo

2 comentários:

  1. excelente vitor
    sempre falei que vc devia ter um blog so sobre o AI.

    concordo com varias... SÓ FALTOU UMA
    David Archuleta - In This Moment
    abcao

    ResponderExcluir
  2. Firmino, é o seguinte: eu não tenho como concordar ou discordar pq não acompanho o programa. Mas devo dizer q algumas das apresentações q vc mencionou realmente conseguem impressionar, outras nem tanto.
    Pq acho q se uma pessoa vai cantar a música de outro num programa como esse, então ele deve fazer alguma inovação pq só imitar num vale né!! Pelo menos conseguir passar a música com um pouco mais de emoção q a original!!
    Bem, o daughtry não fez nada de diferente na essencia da what a wonderful world, mas ele passou uma emoção mais delicada ao cantar a música.
    Já o David Cook, eu concordo com vc, com uma exceção: eu acho q a melhor e mais surpreendente perfomance dele foi cantando a Billy Jean!!
    Kelly Clarkson e Carrie Underwood já estão consagradas....

    e o resto... é só o resto mesmo. Enfim, vozes boas, mas não tem o "q" necessário para se fazer mostrar. Ser cantor não é só imitar neh""

    É isso aí!! Continue postando... adoro discordar de vc!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    bjuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

    ResponderExcluir