sexta-feira, 6 de julho de 2007

Um Romance Para Recordar

Nota: 7,5

Mais um romance vem e nada de novo acontece. Se você já viu Love Story, Outono em Nova York, Tudo Por Amor, Doce Novembro, e o pior de todos: Um Amor Para Recordar, então você já vai saber decorado o que acontece nesse. É incrível como toda fórmula de sucesso é copiada exaustivamente e descaradamente. E as cópias nunca chegam a ter o mesmo nível de qualidade do original. Coisas do mundo do entretenimento. O roteiro é infalível. Lágrimas na certa. Tudo manipulado, lógico, feito justamente para causar esse tipo de reação nas pessoas, nunca tentar uma reação realmente espontânea do público. Acho que é patrocinado por fábrica de lenço de papel, pra poder lucrar também na sessão.

A história de O Amor Pode Dar Certo é sobre o Dermot Mulroney, de O Casamento do Meu Melhor Amigo e Tudo em Família, um homem que descobre que tem câncer, mantém em segredo e resolve viver seus últimos dias intensamente. Ele resolve fazer todas as loucuras que nunca fez na vida, antes que o trágico fim ocorra. Nisso ele conhece a Amanda Peet, de Meu Vizinho Mafioso, Alguém Tem que Ceder e De Repente É Amor, e os dois acabam se envolvendo, meio que sem querer... querendo... Aí vem aquela colagem de clichês. Cenas que já vimos em outros filmes começam a surgir por todos os lados, como a cena de sexo atrás da torre do relógio, idêntica a de 9 e ½ Semanas de Amor, mas muito menos sexy que a original. Essa daí foi feita mais para causar suspiros comovidos mesmo.

Mas como eu já disse, a fórmula é infalível, e as mulheres vão adorar. Os atores são bons, a trilha sonora é ótima, o roteiro é besta, mas é suficiente pra ser uma boa diversão e arrancar lágrimas de boa parte do público. Eu tenho que confessar que fiquei entretido, mas nem parei pra analisar muito a fundo pra não quebrar o clima. Leva aí uma nota relativamente alta só por ser divertido e por ter a Amanda, mas eu ainda gostava mais dela em Jack & Jill.

Um comentário:

  1. Só discordo com você em uma coisa: Um amor pra recordar é o melhor desses todos que você citou...
    Você só disse isso pra contrariar a gente que amou esse filme, né?
    Mas o meu romance preferido é Antes que termine o dia, chorei até não poder mais...rsss

    ResponderExcluir